Alunos e professores da AAMARTE marcam presença no Festival de Música da Ibiapaba



O interesse em aprimorar os conhecimentos na técnica musical tem levado alunos e professores da Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE) a alçar novos voos. Recentemente, 13 estudantes e dois professores foram selecionados para participar de oficinas e aulas que serão ministradas durante a 17° edição do Festival de Música da Ibiapaba (Festival Mi). O evento acontece entre os dias 27 de junho e 09 de julho em Viçosa do Ceará, município turístico da Serra da Ibiapaba.


Além dos professores Adriano Martins e Felipe Almeida, foram selecionados para as oficinas de clarinete e clarone os alunos Gabriele Brás, Maria Fernanda, Dávila Borges e Eloiza Francini. Para o aprimoramento no saxofone, os escolhidos foram Misael Pereira, João Gabriel e Emmanuel Coelho; e no trompete, irão participar os estudantes Kauã Felício e José Rilley. Foram também selecionados para o estudo da flauta transversal os alunos Dávila Batista, Misael Sousa, Victória Sales e Joseline Gomes.


Na ocasião do evento, os inscritos no Mi terão a oportunidade de estudar com grandes professores brasileiros e também do exterior. A Prefeitura de Pindoretama está apoiando a participação do grupo com o fornecimento de transporte e hospedagem.


O Festival Mi é um encontro de formação para alunos da rede estadual, músicos e instrumentistas do Ceará. Gratuito, é realizado anualmente pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Prefeitura Municipal de Viçosa. Por conta da pandemia, nos últimos dois anos o evento cultural não aconteceu.


Além da música erudita, o Mi expandiu novas sonoridades em 2022, incluindo música instrumental e música popular contemporânea. O objetivo é celebrar a música regional e brasileira e contribuir com o processo de interiorização de políticas culturais e desenvolvimento da música cearense, conforme destacou a Secult. Além de Viçosa do Ceará, o evento também será realizado paralelamente em Quixadá, no Sertão Central, e no Crato, na região do Cariri.

44 visualizações0 comentário